“Semelhanças e Diferenças entre os Transtornos da Aprendizagem e as Dificuldades de Aprendizagem”
Maria Irene Maluf

Segundo Vitor da Fonseca, a aprendizagem é uma resposta modificada, estável e durável, interiorizada e consolidada no próprio cérebro do indivíduo, que resulta de uma complexa operação neurofisiológica e neuropsicológica que associa, combina e organiza estímulos com respostas, assimilações com acomodações, gnosias com praxias, etc. Cada novo conhecimento adquirido, obriga o cérebro a se acomodar, ou seja, a alterar sua estrutura para incorporá-lo. Porém, podem advir diferentes falhas entre os momentos iniciais e finais desse processo, ou seja, podem ocorrer as Dificuldades ou os Transtornos de Aprendizagem.

Conhecer as características e diferenças entre Dificuldades e Transtornos de Aprendizagem, assim como buscar os meios mais eficientes de superá-los é de grande relevância para os profissionais envolvidos com a infância, para as famílias e as crianças portadoras de tais problemas, até porque na nossa cultura, o desempenho escolar reflete a competência da criança como pessoa, por ser essa a  sua mais importante ocupação.

O desconhecimento por parte dos diversos profissionais que lidam com questões referentes às Dificuldades e Transtornos no aprender, tanto na infância quanto na  adolescência, acaba por permitir que a frustração e a baixa Auto estima se fortaleçam e abram caminho para a desmotivação frente aos estudos em uma fase da vida  na qual o desenvolvimento mental é mais significativo.

Consideramos ainda que o conhecimento  e uso de uma linguagem comum e científica entre áreas profissionais distintas, sejam um facilitador importante do trabalho multidisciplinar necessário à busca de solução para as Dificuldades e Transtornos de Aprendizagem que atingem parte expressiva da nossa população.